Your cart is empty.
×
Your cart is empty.
Combata o Tabagismo Com a Dieta Ortomolecular
15 de janeiro de 2021 bookboxadm

Combata o Tabagismo Com a Dieta Ortomolecular

Notícias

A medicina ortomolecular é cada dia mais usada para quem busca uma vida plena, saudável e equilibrada, além de prevenir doenças, ela também trata o corpo para que você esteja cada vez mais disposto e com base nisso surge a dieta ortomolecular.

Se você nunca ouviu falar ou quer saber mais, continue lendo nosso artigo que abordará não só a relação dessa dieta com o tabagismo, como também a relevância dela no nosso dia a dia.

A medicina ortomolecular

Antes de falarmos propriamente da dieta ortomolecular é importante saber que a medicina ortomolecular trabalha a fim de transformar organismos comuns ou adoecidos em ativos e saudáveis, por isso ela usa suplementos nutricionais e alimentos ricos em vitaminas tanto C quanto E, para reduzir do seu organismo os radicais livres.

“Radicais livres são átomos ou moléculas que contêm oxigênio e apresentam um elétron não pareado na sua órbita externa, e que são capazes de reagir com outras moléculas contra as quais colidem, retirando elétrons dessas substâncias e modificando suas estruturas moleculares. Essas moléculas participam tanto dos sinais de processos inflamatórios, atuando como mensageiros para manter as funções celulares, quanto como as reações inflamatórias.” Explica a Especialista em Nutrição Ortomolecular, Cristiane Ferreira.

O objetivo da medicina ortomolecular é muito e simples de se compreender: evitar a inflamação desse organismo, que acarreta a doenças tanto as mais comuns como as graves. Pensando nisso, podemos dizer que um dieta ortomolecular bem equilibrada e estudada, pode proteger as células, prevenir de doenças como a diabetes, câncer e recuperá-las de danos externos como o tabagismos.

Para se compreender a ação da dieta ortomolecular na vida de um ex-fumante, é preciso entender um pouco sobre esse vilão.

O tabagismo

Cerca de 1 bilhão de pessoas, no mundo, são fumantes e em médica um terço dos adultos e metade dos jovens são regularmente exposto a fumaça do tabaco. Isso resulta em uma aceleração, muito considerável, na produção dos radicais livres e com isso o organismo fica frágil e desequilibrado.

O hábito de fumar, pode aumentar de 20 a 30 vezes o risco de morte. O tabagismos está relacionado a mais de 50 doenças e a uma média de 6 milhões de mortes ao ano no mundo todo e ele não é prejudicial apenas para quem fumo como para quem ingere a fumaça.

Segundo dados de publicações cientificas e do Ministério da Saúde, o tabagismo mata metade dos seus usuários.

Benefícios de parar de fumar

– 20 minutos: a pressão arterial e o ritmo cardíaco baixam;

– 12 horas: os níveis de monóxido de carbono no sangue caem para o normal;

– 2 a 12 semanas: a circulação sanguínea melhora e a função pulmonar aumenta;

– Entre um a nove meses: a tosse e a falta de ar diminuem;

– Um ano: o risco de desenvolver uma doença coronária cai pela metade em relação a um fumante;

– De 5 a 15 anos: o risco de ter um acidente vascular cerebral é reduzido ao de um não fumante;

– Em 10 anos: o risco de desenvolver um câncer de pulmão cai para cerca de metade em relação a um fumante, e o risco de câncer de boca, garganta, esôfago, bexiga, colo do útero e pâncreas também diminui;

– Em 15 anos: o risco de uma doença coronária é o mesmo de um não fumante.

A dieta ortomolecular e o tabagismo

De acordo com a Especialista em Nutrição Ortomolecular, Cristiane Ferreira: “Pessoas com maior acidez orgânica costumam fumar mais cigarros. Os alimentos alcalinizantes são importantes para equilibrar o sangue e, assim, diminuir o desejo pelo tabaco. Exemplos de alimentos alcalinizantes são as frutas em geral, principalmente as cítricas, como limão e laranja. Oleaginosas, legumes e verduras também são alcalinos, assim como temperos como canela, curry e ervas em geral. Incluem-se, ainda, vinagre de maçã, alimentos fermentados e água alcalina.”.

A dieta ortomolecular é baseada em consumo de alimentos ricos em vitaminas, que são capazes de prevenir e ajudar no tratamento de alguma doenças. Como o tabagismo é ligado diretamente ao aumentos de radicais livres, essa dieta é capaz de ajudar nos reparos celulares a fim de restabelecer a boa saúde do ex-fumante, que ao deixar de fumar precisa de ajuda para o organismo liberar a toxinas acumuladas.

Esse conteúdo está completo no nosso livro “Saúde e Bem-Estar” desse mês, que vem recheado de dicas sobre a dieta ortomolecular e como inseri-la na sua vida, escolha seu plano de assinatura, mensal, semestral ou anual e tenha em casa todo mês uma caixa cheia de saúde.

Comentários (0)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*